Where the Streets Have No Name

Julho foi um mês muito especial, minhas férias foram marcadas por uma viagem pelo sul do Brasil, mais especificamente em Santa Catarina. Blumenau estava na minha wishlist de viagens há muito tempo, sempre me encanto com lugarzinhos temáticos onde o tempo pareceu parar. Porém, após pesquisar bastante, decidi ficar em Pomerode, que é bem pertinho de Blumenau (coisa de 15 min de carro).
Pomerode é uma pequena cidade de mais ou menos 150 mil habitantes onde a maior parte da população é de origem alemã, o que fez com que a cidade ganhasse o titulo de "A cidade mais alemã do Brasil". É incrível a influência européia nesse lugar! Na culinária, na arquitetura e até mesmo no estilo de vida das pessoas, esse fato fica evidente. Nas escolas, as criancinhas já aprendem o alemão desde pequenininhas!



Ficamos em um hotel fazenda chamado Mundo Antigo o qual eu indico a qualquer pessoa que esteja procurando acomodações inesquecíveis. A foto anterior foi tirada lá, cada "casinha" corresponde a um chalé que irá comportar uma família. Essa pousada é muito especial, há muitos cavalos, cisnes, patos, coelhinhos e cachorros. Sem falar nos jardins floridos e nas cachoeiras de água cristalina <3

Além dos animais, no fundo da propriedade há um museu onde estão reunidos todos os objetos que fizeram parte da vida de uma família alemã do século XIX. Um fato interessante é que a pousada ainda está em posse da mesma família, a propriedade foi passando de geração em geração fazendo com que os costumes e as tradições permanecem intactos.



Pomerode é um lugarzinho paradisíaco para quem procura paz, o centro é bem pequenininho onde há incontáveis lojinhas de geléias, velas caseiras, roupas quentinhas de tricô e decorações típicas da Europa, ao se distanciar do centro podemos ver as casinhas simpáticas com suas cercas de madeira branca e fazendas onde os animais vivem em harmonia com o lugar. 

Em Pomerode você pode fazer um passeio pela rota do enxaimel que é como fazer um passeio no tempo onde cada pedacinho do lugar conta uma história, "As casas construídas no período da imigração chamam a atenção, em especial pelo ótimo estado de conservação. Em sua maioria por meio de estradas de chão, o trajeto é rodeado por pastos e árvores, em um delicioso visual bucólico."


Porém, por mais que Pomerode seja um dos lugares mais lindos que já vi, lá não tem muito o que fazer, hehe, então passamos grande parte do tempo em Blumenau que é onde se concentram muitos restaurantes, lojas e parques, sem perder a beleza que a arquitetura germânica proporciona. 

Blumenau é considerada a capital brasileira da cerveja, então existem muitas cervejarias artesanais espalhadas pela cidade, entre as festas e festivais se destacam a Oktoberfest, a maior festa alemã da América do Sul, que acontece em Outubro. Você pode encontrar mais informações aqui


"A história começou há quase 200 anos na Baviera A Oktoberfest de Blumenau, que em apenas uma década se tornou uma das festas mais populares do Brasil, foi inspirada na festa alemã, que teve origem em 1810 em Munique. 
Tudo começou em 12 de outubro de 1810, quando o Rei Luis I, mais tarde Rei da Baviera, casou-se com a Princesa Tereza da Saxônia e para festejar o enlace, organizou uma corrida de cavalos. O sucesso foi tanto, que a festa passou a ser realizada todos os anos com a participação do povo da região." 


Também visitamos o Beto Carrero world e fiquei encantada com a "Vila Germânica" onde encontram-se amostras em tamanho real da arquitetura enxaimel, outra coisa que achei uma graça foi o passeio pela montanha mágica Ruskapuska. Todo o passeio acontece dentro de botes em formato de troncos onde os visitantes são levados para o interior da montanha. Nela, encontram um universo mágico, composto por personagens da literatura infantil, com músicas temáticas e efeitos especiais que me fizeram se sentir dentro de um filme infantil. 


Depois passamos alguns dias em Curitiba, mas vou deixar esse assunto para outro post, para que este não fique muito longo (mas posso adiantar que amei cada pedacinho dessa cidade e agora sonho em poder morar lá).
Como de costume, as fotos não ficaram muito boas. Mas não quis deixar de fora do blog os relatos de um passeio muito especial. Espero que esses lugarzinhos também encantem vocês da forma que me encantaram.

8 comentários:

  1. Que lugar mais charmoso! Tô curiosa pra saber como foi lá em Curitiba.
    P.s.: Adorei as fotos ♥

    ResponderExcluir
  2. Que graça! Amo lugarzinhos assim :3

    ResponderExcluir
  3. Eu amo Pomerode, sempre ia pra lá quando era criança <3
    Gostaria muito de voltar lá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoraria ter conhecido esse lugar quando era criança, seria um bom cenário para meus livros favoritos da época ^^

      Excluir
  4. Amei suas fotos e as dicas, a propóstio, amei a ideia de ter uma wishlist de viagens hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho wishlist de tudo na vida! Haha

      Excluir